Dois Estranhos - Sandra Brown

https://www.rumo.com.br/lojas/00008447/prod/9788539800346_G.jpg
O veterano do Vietnã Cooper Landry possuía ressentimentos profundos em relação a mulheres atraentes. Ele já havia escapado de situações perigosas, e a queda de um avião no meio de uma floresta não seria o suficiente para colocar sua vida em risco.

Rusty Carlson, linda executiva e segura de si, após o acidente experimentava o medo de estar sozinha em um lugar assustador e com um homem que a aterrorizava. Ela morreria, mas não dependeria da ajuda dele.

Entretanto, predadores selvagens e humanos eram mais uma ameaça.

Rusty e Cooper estariam preparados para se entregarem a um forte desejo enquanto lutavam pela sobrevivência?

http://i206.photobucket.com/albums/bb5/nanip-capas/f5071e59.gif?t=1290189895
A história começa com uma frase que desperta a curiosidade do leitor e nos prende à leitura logo nas primeiras páginas.

Todos estavam mortos. Menos ela. Tinha certeza.
Rusty consegue recuperar a consciência e a primeira coisa com qual se depara são os corpos dos homens que estavam com ela no avião. Tudo estava assustadoramente calmo. Não havia sons. Encontrava-se coberta por estilhaço e estava decidindo entre se tivera sorte ou azar em sobreviver ao acidente quando percebe que um dos homens caídos sobre os destroços estava vivo.

Cooper é o típico personagem que veste a armadura de herói, mas age como terrível vilão. Ao longo da leitura não sabia se o adorava ou o odiava pelas vezes em que agiu como um asno estúpido.

A química entre Cooper e Rusty é intensa e poderosa, e ambos lutam contra essa atração com todas as suas forças, levando-os a brigarem a todo o momento, criando situações ora divertidas, ora revoltantes.
- Meu nome é Rusty Carlson.

O homem emitiu uma risada curta. Os olhos cinzas se moveram para seus cabelos.

- Rusty, é?

- Sim, Rusty. – respondeu, impaciente.

- Parece mais um apelido.

Aquele homem tinha os mesmos modos que um porco.

- Tem um nome?

- Sim, tenho. Cooper Landry, mas não estamos em uma festa, portanto, perdoe-me se não tiro o chapéu e digo: prazer em conhecê-la.

Mesmo levando em conta a situação precária em que se encontravam, Sandra conseguiu balancear a aventura e o romance com maestria. Criando um ritmo eletrizante e super envolvente.

Rusty é a filha de um riquíssimo executivo. A autora demonstra de forma bastante crua e real a hipocrisia e mesquinhez da alta sociedade, onde tudo o que importa é as aparências e os negócios. Sempre sendo comparada com o falecido irmão, Rusty sempre tentou superar-se e mostrar ao pai do que é capaz, mas seus esforços sempre se mostram insuficientes para agradar ao respeitado Bill Carlson.

Cooper é um veterano de guerra, atormentado por dolorosas lembranças e profundamente ressentido em relação às mulheres, o que o leva a sempre tratar com bastante rudeza a bela executiva de Bervely Hills. E entre as farpas e o ódio, o amor floresce com uma força avassaladora.
“- Quando entrou no avião, desejei esticar a mão e tocar seus cabelos. Segurá-los para baixar sua cabeça até minhas coxas.”

“- Não conseguia me concentrar em nada, desejando-a – sussurrou ele. – Não podia trabalhar, dormir, nem comer. Não há mais consolo em minha casa-esconderijo. Você o arruinou. Não vejo mais beleza nas montanhas. Seu rosto me cega para elas. – Cooper se moveu para frente, pressionando o corpo ainda mais ao dela. – Pensei que poderia arrancá-la do meu mundo, mas até agora não consegui. (...) – Cooper enterrou a cabeça na curva do pescoço macio. – Sua bruxa ruiva, o que fez comigo naquelas montanhas? Eu estava bem, entende? Bem, até que você apareceu com os seus lábios aveludados e pele sedosa. Agora minha vida não está valendo nada. Tudo em que posso pensar, ver, ouvir, tocar, cheirar, saborear é vice. Você. – Rolou sobre ela, prendendo-a sob o corpo. Os lábios firmes tomaram os dela, invadindo-lhe a boca com a língua possessiva. – Tenho de possuí-la. Agora.”

A tensão está em cada página. Em cada troca de olhares ou um toque. Um romance cheio de emoções e sentimentos latentes. Sandra Brown mostra mais uma vez o seu dom de criar histórias marcantes e inesquecíveis.
Capa Americana
http://img1.fantasticfiction.co.uk/images/c4/c22742.jpg

2 comentários:

Lulu Sempre Romantica disse...

Oie!

Esse está pra chegar essa semana.

Beijos

Nana's Blog disse...

Amei esse livro, adoro homens malvados no bom sentido é claro. Esse mocinho é uma delícia.

Postar um comentário

 
Design e codificação desenvolvidos por Layouts Keanuloka - Proibido copiar ou usar como base - Bellos Romances powered by Blogger