Quarto – Emma Donoghue

http://www.skoob.com.br/img/livros_new/6/165064/QUARTO_1302560393P.jpg
  • Editora: Verus Editora
  • Páginas: 349
  • Avaliação:
Para Jack, um esperto menino de cinco anos, o Quarto é o único mundo que existe. É onde ele nasceu e cresceu, e onde vive com sua Mãe, enquanto eles aprendem, leem, comem, brincam e dormem. Ali há maravilhas infindáveis para soltar sua imaginação. À noite, sua Mãe o fecha em segurança no Guarda-Roupa, onde ele deve estar dormindo quando o Velho Nick vem visitá-la. O Quarto é o lar de Jack, mas, para sua Mãe, é a prisão onde o Velho Nick a mantém há sete anos.

Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a Mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. A curiosidade de Jack vai crescendo, assim como o desespero da Mãe, e ela elabora então um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte.

O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar.

Narrado na voz terna, divertida e original de Jack, Quarto é a história de um amor imbatível em circunstâncias atrozes, bem como do laço entre uma mãe e seu filho, com a solidez do diamante. É um romance que choca, arrebata e cativa – mas que é sempre profundamente humano e comovente. Quarto é um lugar que você jamais esquecerá.
Audrey Niffernegger, autora dos livros “A mulher do viajante no tempo” e “Uma estranha simetria” fez uma crítica sobre este livro que não pude considerar mais perfeita. Faço suas palavras as minhas: “O texto de Emma Donoghue é uma esplêndida alquimia, que transforma a inocência em horror e o horror em ternura. Quarto é um livro para se ler de uma assentada. Quando ele termina, você ergue os olhos: O mundo parece o mesmo, mas, de algum modo, você está diferente, e essa sensação persiste por dias”.

Preciso ir logo dizendo que Quarto não é um livro comum. Nas primeiras páginas percebi que a história ficaria marcada em minha mente de tal maneira onde faria questão de passá-la adiante, indicando-o para todos os meus amigos e familiares. É um romance verdadeiro, emocionante e de uma ingenuidade dolorosa. Em diversos momentos, quando me deparava com alguma cena chocante narrada pela inocente visão de Jack, precisei parar a leitura para tentar controlar minhas revoltantes emoções; Eu sabia o que estava acontecendo e passei a desejar ser capaz de salvar Jack e Mãe daquele cárcere de pesadelos onde eram mantidos.
"Quarto é um dos livros mais profundamente tocantes que li em muito tempo. Jack me emocionou demais. Sua voz, sua história, sua inocência e seu amor pela Mãe combinam-se na criação de algo muito inusitado e, a meu ver, importantíssimo. Li o livro em dois dias, aflito para saber como terminaria a história dos dois... Quarto merece atingir o público mais vasto possível." - John Boyne, autor de "O menino do pijama listrado".
A voz de Jack tornou-se minha companheira. Emma Donoghue prova brilhantemente o quanto à leitura é uma arte, e que a arte vista pelos olhos de uma criança pode mudar completamente o nosso modo de ver as coisas. Os verdadeiros heróis não têm idade, e o amor de um filho é a mais perfeita cura para todas as feridas e traumas.

Este é um romance verdadeiramente memorável, que tem a capacidade de fazer o leitor rir e chorar ao mesmo tempo e no segundo seguinte o choro é sufocado pela amargura das descobertas ao longo das cinco partes do livro que pode ser analisado por ângulos sociais, psicológicos e outros diversos assuntos que apenas auxiliam o leitor a criar uma nova perspectiva do mundo em que vivemos.

Mais do que recomendado, Quarto é um livro incomparável.
- Aí você torceu e fez um desejo pro seu ovo,até engordar.
Ela sorriu.
- Eu sentia você chutar.
- O que eu chutava?
- A mim, é claro.
Sempre rio desse pedaço.
- Pelo lado de dentro, tum,tum – a Mãe levantou a camiseta de dormir e fez a barriga pular. – Eu pensei: O Jack está chegando. Logo de manhã cedo, você saiu escorregando para o tapete, com os olhos arregalados. [...]
- Você cortou o cordão e eu fiquei livre. Aí eu virei um menino.”

6 comentários:

Bruna M. Silva disse...

Nossa, esse livro parece ser ótimo mesmo, preciso!!
Beeijos

Dennys Fontes disse...

Quero se tornar parceiro do seu blog
http://www.decodificandolivros.co.cc/

Fábrica dos Convites disse...

Estou com este livro já na minha lista, tenho gostado muito das resenhas dele. Bjs, Rose:D

Babi Lorentz disse...

Nossa, tenho lido várias resenhas de Quarto e a cada uma lida, fico com mais vontade de ler o livro. Lembro de quando li O Menino do Pijama Listrado. A narração dele é como em Quarto, pelo que vi nas resenhas. O menino (criança) narra. Então tudo é inocente demais.
Espero conhecer logo essa história porque estou quase morrendo de curiosidade.
Beijão

Patricia Lima disse...

Fiquei bem curiosa com esse livro depois que li a resenha. Vou adicioná-lo na lista 'vou ler' :D

=*

MaFê disse...

Adoro a capa, muito bonita

Postar um comentário

 
Design e codificação desenvolvidos por Layouts Keanuloka - Proibido copiar ou usar como base - Bellos Romances powered by Blogger